Blog BabyLo
vacinação-contra-a-gripe
Nosso Bebê

Vacinação Contra a Gripe | 2018

E ai gente!!! Iniciamos agora em abril, mais um período de vacinação contra a gripe. E quem aqui já levou seu filho?

Se você me segue também nas redes sociais, já viram que ontem (24) levei meu pequeno para se proteger mais um ano. Fomos ao posto de saúde mais próximo da nossa casa, e ele apesar da dor que se sente na hora da picadinha, ou do “pic” como ele estava falando, foi todo faceiro. Claro que existiu muita psicologia e conversa para ele achar bom e ir mais preparado. E graças a Deus deu certo.

vacinação-contra-a-gripe

Ano passado ele teve muita reação, febre de dias…ficou bem malzinho mesmo. Este ano, a reação foi bem menor…ficou ‘amoladinho’, dizia que o pic estava doendo e mais dengosinho. Mas no outro dia já estava bem e faceiro.

E porque você deve levar seu filho? O que esta vacina combate? E para quem ela é indicada (prioritariamente)?

A vacina contra gripe é segura e salva vidas. Estudos demonstram que a vacinação pode reduzir entre 32% a 45% o número de hospitalizações por pneumonias, de 39% a 75% a mortalidade global e em, aproximadamente, 50% nas doenças relacionadas à influenza.

É muito importante que as gestantes procurem um posto de vacinação para se proteger contra a gripe. De acordo com a coordenadora do Programa Nacional de Imunizações (PNI), Carla Domingues, a vacina é segura e tem efeito protetor enorme tanto para a mãe quanto para a criança. “Protege a mãe, porque na gravidez, pela sua condição de gestante, ela tem uma baixa imunidade, então ela está mais propensa a adquirir a gripe. Quando a mãe toma a vacina, ela passa anticorpos para o seu filho, ainda na barriga, e a criança vai nascer já com uma imunidade que nós chamamos de passiva, que vai da mãe para o filho”, explica.

A vacina protege contra os três subtipos do vírus da gripe que mais circularam no último ano no Hemisfério Sul, de acordo com determinação da OMS, (A/H1N1; A/H3N2 e influenza B).

Além das pessoas acima de 60 anos e gestantes, a vacina está disponível para crianças de seis meses a menores de cinco anos (quatro anos, 11 meses e 29 dias), trabalhadores de saúde, professores das redes pública e privada, povos indígenas, puérperas (até 45 dias após o parto), pessoas privadas de liberdade – o que inclui adolescentes e jovens de 12 a 21 anos em medidas socioeducativas – e os funcionários do sistema prisional. Os portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais também devem se vacinar.

Então recapitulando: Veja qual é o público-alvo para receber as doses gratuitamente no SUS:
• pessoas a partir de 60 anos
• crianças de seis meses a cinco anos
• trabalhadores da área de saúde
• professores das redes pública e privada
• mulheres gestantes e puérperas
• indígenas
• pessoas privadas de liberdade (incluindo adolescentes cumprindo medidas socioeducativas)
• profissionais do sistema prisional
• portadores de doenças que aumentam o risco de complicações em decorrência da influenza.

Mamães, não deixem de levar seus pequenos, é muito importante, não custa prevenir…vai doer um pouquinho, eles vão chorar…mas é melhor ter o chorinho rápido de uma picadinha do que o choro incansável de vê-los doentes.

#ficaadica

Beijos, :*

assinatura

Fonte: Blog Ministério da Saúde

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.