Blog BabyLo
febre amarela
Nosso Bebê

Vacinação: Febre Amarela

Dentre todas as vacinas dos primeiros meses que o bebê deve tomar, uma delas é a da Febre Amarela. Lorenzo está neste momento, então fui pesquisar um pouco sobre a doença, e vou dividir aqui com vocês.

Febre Amarela

A febre amarela é uma doença infecciosa, causada por um vírus transmitido a partir de diversos tipos de mosquitos, como o Aedes, o mesmo que transmite a Dengue, e ela deve ser tomada 30 dias após a vacina da H1N1 feita nos bebês. Existem diversos tipos desta febre, uma delas é a urbana que não ocorre no Brasil desde 1942, mas nem por isso devemos deixar pra lá, e não fazer a vacina.

Sintomas e quem deve tomar a vacina?

Se caracteriza por febre alta repentina, calafrios, dor de cabeça, náuseas e pode ocasionar sangramento no fígado, no cérebro e nos rins, podendo, em muitos casos, causar a morte.

Após três ou quatro dias, a maioria dos doentes (85%) que apresenta os sintomas iniciais recupera-se completamente e fica permanentemente imunizado contra a doença.

A febre amarela não tem tratamento específico e as pessoas com suspeita de febre amarela devem ser internadas para investigação diagnóstica e para hidratar e tomar antitérmicos. Não deve ser utilizado remédio para dor ou para febre que contenha ácido acetil-salicílico, pois aumenta o risco de sangramentos.

Alguns estados brasileiros concentram-se mais as notificações de casos: Acre, Amazonas, Amapá, Pará, Rondônia, Roraima, Tocantins, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Goiás, Distrito Federal e Minas Gerais e alguns municípios dos estados do Piauí, Bahia, São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul.  E se você e o bebê viajarem para algumas destas regiões, também devem tomar vacina até 10 dias antes da viagem.

Cuidados

A vacina pode ter contra-indicações destes casos:

-Portadores de imunodeficiência congênita ou adquirida ou neoplasia maligna, como leucemias, linfomas e AIDS.
-Pacientes sob tratamentos imunossupressores como quimioterapia e radioterapia. Da mesma forma, o uso de corticóide em dose imunossupressora impede o uso.
-Gestantes: como regra geral nenhuma vacina viral atenuada deve ser feita na gravidez.
-Pessoas com história de reação anafilática após ingestão de ovo, uma vez que a vacina é preparada em ovos embrionados.
-Pessoas com alergia a antibióticos do grupo da eritromicina e Kanamicina.
-Pessoas com alergia a gelatina, que faz parte da composição da vacina.
-Pessoas com antecedentes de reação alérgica a dose prévia da vacina anti-amarílica.

E para os bebês também é importante saber se são ou não alérgicos ao ovo, por isso, antes de dar a vacina introduza ovo a alimentação de seu filho. Converse com seu pediatra, e após vacine-o.

Aproveito para passar uma reportagem que passou ontem no É de Casa sobre o assunto, mamães, prestem atenção:

febre amarela

 

Beijos, :**

 

 

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *