Blog BabyLo
Nosso Bebê

Como você está educando seu filho?

Olá, estou aqui novamente com vocês, e dessa vez vou escrever um pouco sobre “ A educação que deixa marcas”. Espero que gostem…Para começar, quero lembra-los de que nós, pais, somos os primeiros reais educadores dos nossos filhos, e por mais que em alguns casos essa responsabilidade seja delegada apenas para a escola, essa é sim uma responsabilidade que começa principalmente em casa.

Quanto melhor aprendermos a lidar com ela, maior também a probabilidade de sucesso na educação/criação das nossas crianças. Como diz Augusto Cury “Educar é semear com sabedoria e colher com paciência”. E devemos lembrar que na educação o que deixa marcas na criança não é o que se faz de vez em quando, mas sim aquilo que é frequente e contínuo.

Abaixo, tentando ser um pouco mais didática, coloco em um quadro algumas dicas para os pais lidarem com a educação dos seus filhos:

O que FAZER

1. Trate seu filho com respeito, com o mesmo que você gosta de ser tratado
2. Ensine com clareza e linguagem adequada a idade, coisas concretas
3. Reconheça, valorize sempre que você perceber nele um esforço para melhorar/acertar
4. Dê o exemplo, mas não esqueça, mais com atitudes do que com palavras
5. Escute com atenção
6. Sempre dê ao seu filho a possibilidade de falar/explicar-se
7. Confie nele
8. Não esqueça que todos temos nosso tempo necessário para o aprendizado e, portanto, seu filho também tem o dele
9. Seja humilde e reconheça seus erros.

A seguir, apresento o que não devemos fazer, se quisermos ter bons resultados na educação:

O que NÃO fazer

1. Primeiro dizer não, o não pelo não, e ceder depois
2. Ser autoritário. Conforme dito anteriormente, é a autoridade positiva que gera confiança, e confiança é diferente de obediência
3. Gritar e perder as estribeiras. Seja coerente e antes de fazer algo, pense se você gostaria que fizessem o mesmo com você
4. Agir com falta de coerência. Por interesse próprio permitir coisas em determinado momento e proibir em outros
  5. Deixar de cumprir promessas. Se prometeu cumpra, caso contrário você estará ensinando seu filho que não é importante manter a palavra.
  6. Nunca negociar. Pois negociar é algo importante se pretende ensinar seu filho a desenvolver flexibilidade
  7. Não escutar
  8. Exigir êxitos imediatos. Dê ao seu filho o tempo que precisa para o desenvolvimento de suas habilidades
  9. Permissividade. Seu filho precisa também ouvir NÃO, e acredite, isso o tornará uma pessoa mais segura e feliz.

A cada dia, pais e educadores, enfrentam novos desafios em relação à educação de seus filhos e alunos, e esses parecem multiplicar-se em larga escala. Devemos lembrar que ao educarmos carregamos uma bagagem própria com nossos valores, prioridades, interesses,…

Também é fato que nossas crianças vivem hoje em um mundo de constante mudança, e que essas mudanças influenciam na sua percepção e também na sua própria construção de mundo. Todos esses fatores tornam árdua a tarefa de educar os filhos. Os pais se sentem frequentemente com dúvidas sobre quais as respostas mais adequadas para lidar com as diferentes situações com as quais se deparam.

No entanto a melhor resposta a essa pergunta é: Educar sempre com AMOR!

Precisamos investir na visão, escuta, convivência, atenção porque assim conseguiremos ajudar as crianças a manter sua leveza natural e a desenvolver o máximo de seu potencial.

Termino então esse texto com uma frase que ouvi recentemente do psicólogo e antropólogo Roberto Crema e achei bastante significativa para o tema tratado aqui, “Ninguém transforma ninguém, ninguém se transforma sozinho, todo mundo se transforma no encontro”.

10X MAIS COLORIDO! Mês das crianças 10x mais colorido
Pagamentos em até 10x sem juros* em toda Lojinha Online. Aproveite! Validade: 8/10

Jamais devemos esquecer que encontro pressupõe presença, e essa aliada a boa vontade e a intensão de fazer o melhor, são fatores fundamentais para o bom desenvolvimento humano.

Texto:

educação

5 comments

  1. Quem é Mãe sabe que faz o melhor para seus filhos. mas nem sempre o que consideramos o melhor.. é o melhor a eles.. Uma Boa dosagem é ótimo pra ter um determinado controle nas situações…. Parabéns pelo post ameiiii…. Vivi Bjjokas

  2. Ser mãe é uma difícil tarefa, onde nos julgamos constantemente. Por mais que fazemos de tudo para o bem dos filhos, uma vez ou outra falhamos naquilo que julgamos ser o melhor. Medir e agir com paciência sempre é a melhor solução. Adorei sua reflexão. Bjos

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *